Victorgrigas , Grafiti na cidade de São Paulo, autor desconhecido CC BY-SA 3.0 [+]

Arqueologia africana

Por toda a sua arrogância e bravata, Indiana Jones é um terrível arqueólogo. Com todas as devidas desculpas a Harrison Ford e Steven Spielberg, Indiana estava sempre um pouco mais interessado no tesouro e em suas companheiras femininas que com o “quem, o quê, quando, onde, como e por quê” dos sítios históricos que visitou — mesmo quando ele não estava tentando vencer seus inimigos até a linha de chegada. Os arqueólogos reais estão mais interessados ​​no valor do conhecimento que podem coletar de suas descobertas do que em seu valor monetário.

A África é um verdadeiro tesouro para qualquer pessoa interessada em arqueologia, o que torna pouco surpreendente que a professora da Universidade de Wisconsin-La Crosse Kate Grillo tenha escolhido a Arqueologia Africana como o foco de seus alunos ao editarem a Wikipédia. Expandir o conteúdo sobre a Ilha de Gorée, patrimônio da humanidade no Senegal, era uma prioridade devido à escavação de locais pré- e pós-assentamento europeu, que ofereceu aos arqueólogos informações inestimáveis ​​sobre o passado da ilha — algo muito difícil, já que Gorée é agora principalmente um destino turístico. Muito também pode ser aprendido com as deslumbrantes Cataratas de Kalambo do Lago Tanganica, na fronteira entre Zâmbia e Tanzânia, que é considerada um dos mais importantes sítios arqueológicos da África. Estas cataratas de uma queda só testemunharam mais de 250 mil anos de atividade humana e talvez tenha pessoas vivendo lá continuamente desde a Idade da Pedra Tardia.

Novas adições à Wikipédia incluem o artigo sobre Ifri Oudadane, um sítio localizado na costa do Mar Mediterrâneo, na região nordeste do Rif em Marrocos, que possui evidências valiosas que mostram como os africanos do norte passaram de caçadores-coletores a produtores de alimentos. O projeto de pesquisa de 2006 liderado por arqueólogos de todo o mundo marcou Ifri Oudadane como um dos primeiros sítios do norte da África em que se investigava a transição dos humanos de grupos de caçadores-coletores à produção de alimentos. Os alunos também adicionaram uma grande quantidade de conteúdo e revisaram intensamente o artigo sobre a cultura Nok.

Talvez o mais impressionante seja o trabalho dos alunos no artigo sobre as ruínas de Gedi, pois eles levaram o verbete de um mero esboço a um longo artigo preenchido com tanta informação e imagens que ajudou o verbete a atender os critérios de Artigo Bom mais tarde. Localizadas no Quênia, estas são as ruínas de um assentamento costeiro suaíli-árabe medieval no qual, em sua ápice, pode ter havido comércio direto ou indireto com a China, o Sul da Ásia e o mundo islâmico. Alguns dos edifícios que ainda permanecem em pé incluem mesquitas, um palácio e numerosas casas.

Quer ajudar a compartilhar conhecimento com o mundo? Entre em contato com Wiki Education Foundation por contact@wikiedu.org. Fale com a Wiki Education Foundation para descobrir como você pode obter acesso a ferramentas, treinamentos on-line e materiais impressos para ajudar sua turma a editar a Wikipédia.


Shalor Toncray é colaboradora da Wiki Education Foundation.

*Este texto foi originalmente publicado no site da Wiki Education Foundation em 11 de setembro de 2017. Publicado em português no Blog Traço de Ciência.

Wiki
<ref "wmbr1445">João Alexandre Peschanski (4 de junho de 2018). [https://wp.me/p5zA2r-nj Arqueologia africana] Wiki Movimento Brasil. Visitado em 27 de outubro de 2020 </ref>
ABNT
Arqueologia africana. In: Website Wiki Movimento Brasil. São Paulo: Wiki Movimento Brasil, 2020. Disponível em: <https://wp.me/p5zA2r-nj>. Acesso em: 27 out. 2020.

Seu e-mail (obrigatório)

Erro encontrado neste post

  • Arqueologia africana é um artigo sobre África, educação, Wiki Education Foundation
  • Por toda a sua arrogância e bravata, Indiana Jones é um terrível arqueólogo. Com todas as devidas desculpas a Harrison Ford e Steven Spielberg, Indiana estava sempre um pouco mais interessado no tesouro e em suas companheiras femininas que com o “quem, o quê, quando, onde, como e por quê” dos sítios históricos que visitou […]
  • África, educação, Wiki Education Foundation
  • Wikimedia
  • Wiki Movimento Brasil
  • /wp-content/uploads/2016/07/1024px-Graffiti_São_Paulo_March_2012-8.jpg